Dia Internacional da Mulher

História do 8 de março

 

O dia 8 de março é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres (principalmente nos EUA e Europa) por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos, que tiveram início na segunda metade do século XIX e se estenderam até as primeiras décadas do XX.

 No dia 8 de março de 1857, trabalhadores de uma indústria têxtil de Nova Iorque fizerem greve por melhores condições de trabalho e igualdades de direitos trabalhistas para as mulheres. O movimento foi reprimido com violência pela polícia. Em 8 de março de 1908, trabalhadoras do comércio de agulhas de Nova Iorque, fizeram uma manifestação para lembrar o movimento de 1857 e exigir o voto feminino e fim do trabalho infantil. Este movimento também foi reprimido pela polícia.

 No dia 25 de março de 1911, cerca de 145 trabalhadores (maioria mulheres) morreram queimados num incêndio numa fábrica de tecidos em Nova Iorque. As mortes ocorreram em função das precárias condições de segurança no local. Como reação, o fato trágico provocou várias mudanças nas leis trabalhistas e de segurança de trabalho, gerando melhores condições para os trabalhadores norte-americanos.

 Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, em homenagem ao movimento pelos direitos das mulheres e como forma de obter apoio internacional para luta em favor do direito de voto para as mulheres (sufrágio universal). Mas somente no ano de 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, que a ONU (Organização das Nações Unidas) passou a celebrar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março.

 

width=602

 

Você sabia?

 

- No Brasil, comemoramos em 30 de abril o Dia Nacional da Mulher.

 

- Hattie Mcdaniel foi a primeira atriz negra a ganhar uma estatueta do Oscar. O prêmio, recebido em 1940, foi pelo reconhecimento de sua ótima atuação como atriz coadjuvante no filme E o vento levou ....

 

 DIVAS EM AÇÃO PELO MUNDO

 

O projeto ‘‘DIVAS em AÇÃO pelo MUNDO’’ é composto por uma diversidade de fotografias, projetadas em diversos contextos e espaços urbanos. São concepções obtidas sob o olhar atencioso da fotografa e especialista em Gerontologia, Beth Frag, suas fotos revelam o cotidiano de Mulheres Idosas.  O projeto busca o registro da beleza em gestos e atitudes presentes no dia a dia dessas idosas, possibilitando uma abertura no olhar,  para que possamos perceber o processo de envelhecimento feminino por outros ângulos.

Dentre os inúmeros registros selecionamos 1 foto, na qual, acreditamos  representar a intenção do projeto.

 

width=583

Conveniados

/  ResultadoResultado  /Resultado