Máquina transforma garrafas de cerveja em areia para salvar praias

A cervejaria BD da Nova Zelândia criou um máquina especial esmagadora de garrafas.


Máquina

Segundo a empresa, dois terços de todas as faixas litorâneas do mundo estão recuando. | Foto: Divulgação

Em 2015, a cervejaria BD da Nova Zelândia fez sucesso ao transformar a bebida em biocombustível (veja aqui). Dois anos depois, a marca reforça seu posicionamento ambiental ao abranger as possibilidades do que fazer com uma garrafa vazia. Dessa vez, a empresa criou um mecanismo que transforma os vasilhames em areia para salvar as praias do país.

Para pôr em prática o projeto, a neozelandesa criou um máquina especial esmagadora de garrafas. O processo é simples, a medida em que o vasilhame é inserido, um laser aciona pequenos cortadores de aço que rodam a 2.800 rpm. Ao final do processo, o que resta são 200 gramas de areia que têm composição semelhante à encontrada na natureza.

Segundo a empresa, dois terços de todas as faixas litorâneas do mundo estão recuando. Isso acontece porque a demanda pelo material é altíssima em indústrias que vão desde a farmacêutica até a de construção. Por isso, a natureza não se recompõe a tempo, sendo preciso um esforço mútuo e boas ideias para manter este bioma saudável.

width=628

Toda a areia gerada pelas máquinas são distribuídas para construtoras e parceiros comerciais da cervejaria, reduzindo a dependência da areia das praias do país.

Confira abaixo o filme que explica melhor o projeto:

Notícia do AdNews, site parceiro de conteúdo do CicloVivo.

Conveniados

/  ResultadoResultado  /Resultado